Você ainda não ouviu falar de GBV?

 

Vejamos um primeiro aspecto, o lucro da empresa. O lucro operacional seguramente é o principal alvo da gestão empresarial de muitos negócios brasileiros. Dependendo do segmento de mercado e do modelo de negócio, poderemos encontrar empresários que dedicam mais esforços para ações de marketing e aumento de vendas, outros que se inclinam mais para simplificar a operação e baixar custos e despesas e aqueles que priorizam a criação de valor para seus produtos e serviços visando vende-los a preços superiores. As estratégias podem ser distintas embora o alvo seja sempre o mesmo, ou seja, o monitoramento do lucro operacional do negócio. Guardemos essa ideia por um instante, do lucro como alvo.

 

Agora vamos nos voltar para compra e vendas de empresas que é o tema desse portal. O que os empresários buscam de imediato quando se vêm diante da possibilidade de vender seu negócio? Definir o valor do mesmo, ou seja, qual deverá ser a cifra justa para a venda de sua empresa. E assim eles recorrem a diversas técnicas, metodologias, expectativas para então definir qual deverá ser o montante razoável para a venda da empresa. Na maioria dos casos esse valor é definido ás pressas e de forma inadequada.

 

E porque será que os empresários e gestores não monitoram sistematicamente o valor dos seus negócios independentemente de uma negociação? Porque muitos deles acreditam que esse precioso estudo só deve ser feito em situações de compra, venda, fusão e dissolução societária, o que é um equívoco.

 

Monitorar o valor da empresa anualmente é considerado pela moderna gestão empresarial tão ou mais importante do que acompanhar o lucro operacional dos negócios. O valor da empresa passa a ser o indicador central da gestão e o Valuation, por meio do Fluxo de Caixa Descontado, a metodologia referência que deverá ser corretamente compreendida e aplicada. A correta absorção dos fatores que determinam o valor de um negócio pelo Valuation explica, por exemplo, o porquê de um negócio menos lucrativo de um determinado segmento de mercado valer mais do que outro mais lucrativo de outro segmento e esses detalhes devem ser assimilados pelos empresários para comparações diversas no mercado competitivo.

 

E qual a relação dessa tal GBV com tudo isso?

O termo GBV, adaptado ao português, significa Gestão Baseada no Valor, que é considerada uma metodologia extremamente rica e de alto impacto na gestão. Ela tem como referência e indicador central o valor da empresa e toda o planejamento se volta para construção de valor.

 

Monitorar o valor da empresa e compreender como os fatores que influenciam nesse estudo se comportam visando ajustá-los para construção de valor é tarefa primordial de empresários modernos que querem avaliar oportunidades de mercado de maneira adequada. É o que se propõe a GBV.

 

Na prática e de forma resumida aqui, funciona da seguinte forma: realiza-se um primeiro Valuation, onde se define o valor para a empresa em função de fatores como segmento de mercado, modelo de negócio, histórico da empresa, perspectivas setoriais, conjuntura macroeconômica, perspectivas internas, fluxos de caixas futuros, riscos e taxas de desconto. Em seguida, define-se uma série de ações estratégicas visando aumento de vendas, diminuição de custos e despesas, ajustes e aperfeiçoamentos do ciclo financeiro, planejamento tributário para, após 12 meses, ser feito um novo Valuation. Tendo o primeiro Valuation como referência, observa-se com o segundo se a gestão da empresa no período e os diversos fatores internos e externos contribuíram para construção ou destruição de valor. Os motivos pelos quais levaram a empresa a valer mais ou menos serão fáceis de serem identificados e a gestão passará a ter mais foco em direcionar ações para o que realmente contribui para construção de riqueza.

 

Se você é um empreendedor que vislumbra um longo caminho na atividade empresarial pela frente e só relaciona Valuation para situações urgentes relacionadas a compra, venda, fusões, aquisições e dissolução societária de empresas, está na hora de rever seus conceitos. Procure compreender e aplicar mais sobre a GBV, pois ela poderá ser uma ferramenta extremamente importante para criação de valor de negócios. A GBV proporciona maior clareza dos indicadores de resultados e facilita o entendimento de como os negócios são conduzidos para criação de valor. Por meio da utilização dessa metodologia, empresários ficam mais imponderados para realizar comparações no mercado de seus negócios com outros, passam a avaliar situações de conveniência e oportunidade com mais propriedade, incluindo circunstancias de compra e venda que não estejam dentro do planejamento dos sócios no momento atual.

 

Se você tem uma dúvida, uma crítica ou sugestão envie um e-mail para contato@invoop.com. Será um imenso prazer contarmos com sua colaboração e, assim, tornarmos nosso conteúdo mais adequado à comunidade Invoop.

 

* Daniel Machado Coelho integra o time de profissionais prestadores de serviços da Invoop. É especialista em gestão empresarial pela FGV, consultor de empresas em gestão baseada em valor, em avaliação de empresas, consultor membro do Franchising Group que presta serviços especializados para todos os momentos de uma rede de franquias e atua como business broker há mais de 08 anos, com participação ativa intermediando inúmeras negociações de compra e venda de empresas.

Please reload

 POSTS recentes: 
Please reload

 procurar por TAGS: 

© 2016 by Invoop. 

 

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon